...............................................................................................................................................

The aim of life is appreciation; there is no sense in not appreciating things; and there is no sense in having more of them if you have less appreciation of them.


..........................................................................................................Gilbert Keith Chesterton
....................................................................................................................................................

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

C'est L'Accolade

Não insulto os meus interlocutores. Não encho caixas de comentários com longuíssimos textos para as sabotar. Não uso palavrões. Não me comporto como um troll.

Apesar disto foi-me interdito o acesso a'O Insurgente.

Fica-se a saber que têm aversão ao contraditório e só gostam de quem lhes acalenta os preconceitos. E fico a saber que sou incómodo. Obrigado pelo feedback.

5 comentários:

LA disse...

Não acho que os palavrões sejam uma coisa tão má como está estipulado pela sociedade, há coisas muito piores, como essa de censurar opiniões, isso para mim é que é grave.
No meu blogue, se alguém se arma em estúpido, eu gosto de baixar o nível e uso palavrões. Acho que é muito mais grave alguém dizer uma mentira má e estúpida sobre mim, do que eu responder com um simples: vai-te foder, que não quer dizer nada de grave, apenas: baza!
Mas uma coisa que nunca farei é apagar comentários nem calar opiniões, nunca.
Agora, diz-me lá quem é que tem ética.
Eu podia perfeitamente evitar palavrões mas uso-os propositadamente para realçar o cinismo das tais regras sociais das ditas pessoas finas.

José Luiz Sarmento disse...

LA, eu também não tenho nada contra os palavrões, e até visito com gosto alguns blogues onde o palavrão é utilizado com mestria e saber.

Se não os utilizo no meu blogue, é uma mera questão de estilo individual. Há circunstâncias em que nunca os utilizaria, por exemplo na caixa de comentários de um blogue cujos autores não me autorizassem explicita ou implicitamente a fazê-lo.

O Insurgente, por exemplo, está no seu direito de não querer que quem o visita use palavrões nos comentários, ou insultos, ou spam, ou que de qualquer outro modo se comporte como um troll.

Ora a mim, fecharam-me a porta sem eu ter tido nenhum destas comportamentos. Estão no seu direito, naturalmente - mas não posso deixar de me perguntar se a razão por que o fizeram não será baixa tolerância às opiniões discordantes.

dissidentex disse...

Caro José Luís: você foi algo ingénuo ao pensar isso.
Em 1º lugar esses tipos são doidos e com cartão e tudo.
Nem vale a pena falar com eles...
Para lá disso esse é um fenómeno que não é exclusivo de coisas como o Insurgente.

Eles são uma "cópia espelhada" do Bloco de esquerda, mas de sinal contrário. Logo o que interessa, é arraial , chinfrim , barulho estardalhaço e nenhuma discussão séria.

Quando há discussão/debate sério imediatamente as posições deles caem por terra.
Logo há que impedir isso , há que afastar quem coloca questões sérias.

Conheço o "método" de dois lados: em blogs ditos "de esquerda" e no blasfémias que frequentei há já muito tempo.

Estamos a ser feitos reféns desta gente que se recusa a debater questões de forma séria e que ataca qualquer comentador que coloque questões concretas e sérias.

Não me admira que você
O tenha sido banido.
O que eles querem é que você lhes envie "links" comentando algo que eles tenha escrito - estúpido e demencial como sempre é - e que depois aquilo gere uma arraial e uns palavrões.
Eles estão a falar para pessoas sem "memória" jovens, marginalizados por este sistema absurdo que temos, que não tem qualquer "cultura histórica" ou visão do que seria um mundo proposto pelos insurgentes da terra e é esse "público alvo- volátil que tanto para no Insurgente como poderia parar no BE, que se quer atingir.

Ali nada existe excepto umas pessoas privilegiadas que convencem outros que elas não são privilegiadas e assim incita-se à não democracia e à pratica de um discurso totalitário
mas sempre cheio da palavra "liberdade"

Range-o-Dente disse...

Essa é boa !!!

.

Range-o-Dente disse...

Olhe que eu tenho a impressão que o servidor deles se foi, simplesmente, abaixo.

.