...............................................................................................................................................

The aim of life is appreciation; there is no sense in not appreciating things; and there is no sense in having more of them if you have less appreciation of them.


..........................................................................................................Gilbert Keith Chesterton
....................................................................................................................................................

quarta-feira, 19 de março de 2008

Eu não exijo a demissão da ministra

É uma questão de lucidez, e de não fulanizar as coisas. Tenho a perfeita noção de que o problema não é Maria de Lurdes Rodrigues, nem é Valter Lemos, nem é Jorge Pedreira: o problema é o ministério e as suas metástases.

E é também a política do espectáculo do Sr. José Sócrates, que serve só a oligarquia e consiste fundamentalmente em revestir com um verniz de modernidade um imenso balão cheio de ar.

5 comentários:

Anónimo disse...

Eu da senhora tenho pena, está longe de ser o principal problema das politicas educativas. Se ainda fosse bem aconselhada, até poderia ser uma ME razoável, mas infelizmente é muito mal aconselhada.

José Luiz Sarmento disse...

Meu caro, eu não considero esta senhora uma boa ministra, nem acho que o mal dela seja só o estar mal aconselhada. Acho apenas que, mesmo que fosse boa, a estrutura técnico-burocrática, dominada pelo lóbi do eduquês, em que está inserida nunca a deixaria fazer nada de jeito.
Por isso é que costumo dizer que o problema não é a ministra mas sim o ministério.

Range-o-Dente disse...

"Acho apenas que, mesmo que fosse boa, a estrutura técnico-burocrática, dominada pelo lóbi do eduquês, em que está inserida nunca a deixaria fazer nada de jeito."

Suponho que tem razão.

.

Anónimo disse...

JLS concordo com o que escreve, não a considerei boa ministra.

sou o mesmo anónimo.

RV disse...

Concordo no geral, excepto no que toca Valter de Lemos. Acho, realmente, que ele é parte do problema e que sem ele as coisas poderiam melhorar. O sujeito não tem escrúpulos em alinhar pelo baixo golpe político e isso só piora o entendimento das partes.